Lee “Scratch” Perry (nascido Rainford Hugh PerryKendal20 de março de 1936 – Lucea29 de agosto de 2021) foi um DJmúsico, técnico de som e produtor musical jamaicano.

É considerado uma grande influência no desenvolvimento e aceitação do reggae e do dub na Jamaica e no exterior. Formou a banda The Upsetters, e também é conhecido como Pipecock Johnson ou Upsetter.[carece de fontes]

Foi agraciado com o Grammy Award para Best Reggae Album de 2002 pelo seu desempenho em Jamaican E.T..[1]

Em 2004, a Rolling Stone colocou Perry na posição cem na lista “100 Greatest Artists of All Time”.[2]

Perry morreu em 29 de agosto de 2021, aos 85 anos de idade, no Noel Holmes Hospital em Lucea

O respeitável, inovador e lendário jamaicano Lee “Scratch” Perry, um dos principais pioneiros do dub, prova que continua em ótima forma mesmo aos 83 anos de idade e se prepara para surgir com mais um trabalho.

Lee Perry morre aos 85 anos de idade no hospital em Lucea na Jamaica. Antes de iniciar a carreira como produtor, ele trabalhava no campo e segundo ele aprendeu a “ler a mente das pessoas jogando dominó” e que isso seria útil para ele como declarou em uma entrevista em 1984. Ele iniciou a carreira vendendo disco e logo após o dono da loja abriu uma gravadora e Lee começou a experimentar com gravações. Ele trabalhou com grandes músicos como Bob Marley, a Banda The Congos e Beastie Boys. Lee se tornou o pioneiro do gênero “dub reggae” onde se valoriza os talentos instrumentais, a sua filosofia era de que o reggae também dava espaço para os bateristas, guitarristas, percussionistas e produtores, dando a entender que cada ramo é importante não só os vocalistas. Hoje ele é considerado referência pelos músicos e cantores sendo de todo gênero em especial o hip-hop além do reggae. Que Jah o tenha.

Lançando álbuns quase que anualmente desde 1969, o cantor, compositor e produtor anunciou que em 06 de Dezembro adicionará mais um disco em sua extensa e incontável coleção.

Lee ’Scratch’ Perry começou sua carreira trabalhando como “faz-tudo” no Studio One, sob as ordens do lendário produtor Coxsone Dodd. Em meados da década de 60, ele era um misto de mensageiro, técnico de som, compositor, deejay, segurança e também vocalista, mostrando todo seu ecletismo – foi lá que gravou as faixas reunidas em CHICKEN SCRATCH.

O homem por trás das produções mais etéreas do reggae Lee “Scratch” Perry.

Isso somado às atribuições do estrelato levou-o a sofrer uma séria crise nervosa, que culminou com o incêndio do Black Ark, ateado por ele mesmo, em 79, num episódio trágico. Além de dar um tiro no pé, acabou abandonado por sua mulher, cansada de ter que aturar o seu estilo de vida. O acontecimento significou uma ruptura radical com o passado e marcou o início de uma fase em que ele passou a ter um comportamento um tanto excêntrico.

Às vezes recebia jornalistas agindo de maneira estranha, em meio às ruínas do estúdio, totalmente cobertas de graffitis e outras pinturas, e fazia maluquices de todo o tipo, sempre com um discurso meio fora de órbita. Por essas e outras, ficou com fama de louco. Perry passaria os anos seguintes errando entre a Europa e a Jamaica, chegando a morar em Amsterdam e gravando (poucos) discos. Uma de suas decisões foi parar de produzir outros artistas, e houve uma vez em que ele tentou reconstruir o estúdio, mas a tentativa acabou fracassando.

Em 82 e 84 ele emitiu os primeiros sinais de que poderia voltar à antiga forma com o lançamento de dois ótimos discos, mas foi apenas em 87 que finalmente aconteceu o retorno definitivo do gênio aos seus melhores dias. Trabalhando em conjunto com o produtor inglês Adrian Sherwood e sua banda, a Dub Syndicate, Perry lançaria o clássico “Time Boom X De Devil Dead”, muito mais do que uma obra prima.

Foi a sua volta à cena em grande estilo. Na sequência se seguiram outros excelentes lançamentos, bem como várias reedições de suas agora lendárias produções dos anos 70. Estabelecido na Suíça com uma nova esposa, Lee ’Scratch’ Perry se mantém como um dos nomes mais importantes e decisivos na história do Reggae. As últimas notícias que se tem dele é que estaria trabalhando com o filho Omar, na tentativa de recuperar fitas antigas com material gravado no Black Ark, e construindo em casa um novo estúdio, desta vez chamado Blue Ark, de onde certamente sairão grandes produções.

ÁLBUNS

  • The Upsetter (1969)
  • The Upsetters – Return of Django (1969)
  • The Upsetters – Clint Eastwood (1970)
  • The Upsetters – Many Moods of the Upsetters (1970)
  • The Upsetters – Scratch the Upsetter Again (1970)
  • The Upsetters – Eastwood Rides Again (1970)
  • The Upsetters – The Good, the Bad and the Upsetters (1971)
  • Lee Perry – Africa’s Blood (1972)
  • Scratch the Upsetter – Cloak and Dagger (1973)
  • The Upsetters – Rhythm Shower (1973)
  • The Upsetters – 14 Dub Blackboard Jungle (1973)
  • The Upsetters – Double Seven (1974)
  • King Tubby Meets the Upsetter – At the Grass Roots of Dub (1974)
  • The Upsetters – Musical Bones (1975)
  • The Upsetters – Return of Wax (1975)
  • The Mighty Upsetter – Kung Fu Meets the Dragon (1975)
  • Lee Perry & The Upsetters – Revolution Dub (1975)
  • The Upsetters – Super Ape (1976)
  • Lee Perry – Roast Fish Collie Weed & Corn Bread (1978)
  • The Upsetters – Return of the Super Ape (1978)
  • Lee “Scratch” Perry – The Return of Pipecock Jackxon (1980)
  • Lee “Scratch” Perry & The Majestics – Mystic Miracle Star (1982)
  • Lee Scratch Perry – History Mystery Prophesy (1984)
  • Mr. Lee ‘Scratch’ Perry and The Upsetters – Battle Of Armagideon (Millionaire Liquidator) (1986)
  • Lee ‘Scratch’ Perry + Dub Syndicate – Time Boom X De Devil Dead (1987)
  • Lee “Scratch” Perry – Satan Kicked the Bucket (1988)
  • Lee “Scratch” Perry with Mad Professor – Mystic Warrior (1989)
  • Lee “Scratch” Perry with Mad Professor – Mystic Warrior Dub (1989)
  • Lee “Scratch” Perry – Message From Yard (1990)
  • Lee “Scratch” Perry – From The Secret Laboratory (1990)
  • Lee “Scratch” Perry Meets Bullwackie – Satan’s Dub (1990)
  • Lee “Scratch” Perry – Spiritual Healing (1990)
  • Lee “Scratch” Perry – Lord God Muzik (1991)
  • Lee “Scratch” Perry – The Upsetter and The Beat (1992)
  • Lee “Scratch” Perry & Mad Professor – Black Ark Experryments (1995)
  • Lee Perry – Experryments at the Grass Roots of Dub (1995)
  • Lee Perry featuring Mad Professor/Douggie Digital/Juggler – Super Ape Inna Jungle (1996)
  • Lee “Scratch” Perry – Who Put The Voodoo Pon Reggae (1996)
  • Mad Professor & Lee Perry – Dub Take the Voodoo Out of Reggae (1996)
  • Lee “Scratch” Perry – Technomajikal (1997)
  • Lee “Scratch” Perry – Dub Fire (1998)
  • Lee “Scratch” Perry – Fire in Dub (1998)
  • Lee “Scratch” Perry – On the Wire (2000)
  • Mad Professor/Lee Perry – Techno Party (2000)
  • Lee “Scratch” Perry & Niney the Observer – Station Underground Report (2001)
  • Lee “Scratch” Perry – Jamaican E.T. (2002)
  • Lee “Scratch” Perry – Alien Starman (2003)
  • Lee Scratch Perry and the Whitebellyrats – Panic in Babylon (2004)
  • Lee “Scratch” Perry – End of an American Dream (2007)
  • Lee “Scratch” Perry – The Mighty Upsetter (2008)
  • Lee “$cratch” Perry – Repentance (2008)
  • Lee “Scratch” Perry – Scratch Came Scratch Saw Scratch Conquered (2008)
  • Lee “Scratch” Perry and Adrian Sherwood – Dub Setter (2009)
  • Lee “Scratch” Perry – The Unfinished Master Piece (2010)
  • Lee “Scratch” Perry – Revelation (2010)
  • Lee “Scratch” Perry/Bill Laswell – Rise Again (2011)
  • Lee “Scratch” Perry – Master Piece (2012)
  • Lee “Scratch” Perry & ERM – Humanicity (2012)
  • The Orb feat. Lee “Scratch” Perry – The Orbserver in the Star House (2012)
  • The Orb feat. Lee “Scratch” Perry – More Tales from the Orbservatory (2013)
  • Lee “Scratch” Perry – Back On the Controls (2014)

FacebookTwitterWhatsAppPinterestLinkedInCopy LinkCompartilhar

Previous post NELSON MANDELA 18 ANIVERSSÁRIO DE JULHO LEMBRAR PARA NUNCA ESQUESER DA LUTA E LIBERDADE A TODOS
Next post REBELIÃO AUMENTA: ZIGGY MARLEY REPREENDE LÍDERES MUNDIAIS CULPADOS DE IGNORAR A MUDANÇA CLIMÁTICA