POLICIA

Polícia do DF prende homens com 472 aves vindas de Goiânia

Aves seriam levadas para Feira de Santana, na Bahia. Dupla foi presa por tráfico de animais.

ois homens foram presos na noite desta quarta-feira (29) na BR-060, próximo a Samambaia, no DF, com o carro cheio de pássaros silvestres. Evaldo Matias de Abreu, 66 anos, e Anilton Pereira Feitosa, 40 anos, disseram que vinham de Goiânia e levariam as aves para Feira de Santana, na Bahia.

Dentro da caminhonete, a Polícia Militar Ambiental contou 472 aves em situação de maus tratos. Segundo a PM, a dupla disse que as aves seriam vendidas por R$ 25. Mas para o subtenente da Polícia Militar Ambiental Edivaldo Alves, que participou da prisão, as aves são usadas para rinhas e, dependendo do desempenho delas nas brigas, são vendidas por até R$ 3 mil.

De acordo com o militar, as gaiolas encontradas possuem características para uso em viagens. Alves não descarta a possibilidade de exportação dos pássaros. As gaiolas também estavam identificadas com nomes de pessoas e números, indicando a quantidade de pássaros por cliente, disse o policial.

Os dois homens transportavam três espécies de aves. Na caminhonete havia 460 canários-da-terra, 11 papa-capim-capuchinho e um coleirinho. Todos estavam sem água, em espaços pequenos e cobertos com lonas, informou a Polícia Ambiental.

Tráfico de animais

Os suspeitos vão responder pelo crime de prisão de animais sem permissão. A pena vai de 6 meses a um ano.

De acordo com os policiais, pode ainda haver um acréscimo de 6 meses a um ano por crime de maus tratos, por conta das condições em que as aves foram encontrados. Como a prisão foi realizada durante a noite, a pena aumenta e pode chegar a três anos.

Evandro Matias já tem um registro de antecedentes criminais de 2010, em Goiânia, pelo mesmo motivo, tráfico de animais. A investigação segue porque a polícia quer saber se existe crime de formação de quadrilha, já que as gaiolas estavam identificadas com o nome de pessoas.

Deixe Seu Comentário