MUNDO NEWS NOTÍCIAS

O musico jamaicano Buju Banton foi liberado da prisão hoje dia 7

KINGSTON, Jamaica – O cantor de reggae Buju Banton foi libertado do Centro Correcional McRae, na Geórgia Hoje dia 7 de Desembro.

A fonte disse que não tinha certeza de onde o cantor estava indo, no entanto, ele poderia chegar na ilha tão cedo quanto esta noite ou amanhã de manhã.

O artista vencedor do prêmio Grammy, de 45 anos, cujo nome é Mark Myrie, foi preso sob acusação de cocaína em 2009 e recebeu uma sentença obrigatória de 10 anos em 2011.

Ele já estava programado para ser lançado em 2019, no entanto, dia de lançamento foi alterado no ano passado para 8 de dezembro de 2018.

A libertação do animador jamaicano encarcerado Buju Banton de uma prisão dos Estados Unidos foi empurrada para a frente até hoje. Isto foi confirmado por um agente penitenciário da Instituição Correcional McRae, no condado de Telfair, na Geórgia, onde Buju está cumprindo sua pena de prisão.

Buju, cujo nome verdadeiro é Mark Myrie, estava programado para ser lançado amanhã, mas o Departamento de Prisões dos Estados Unidos atualizou seu site durante a noite e mudou sua data de lançamento de 8 de dezembro de 2018 para ‘desconhecido’.

No entanto, os cheques com a prisão revelaram que a data de lançamento do cantor foi alterada para 7 de dezembro de 2018. O oficial da prisão se recusou a dizer quando Buju será enviado de volta à Jamaica, afirmando que seria uma violação da política de segurança revelar tal informação.

Um juiz federal dos Estados Unidos sentenciou nesta quinta-feira (23), na Flórida, o cantor de reggae Buju Banton a dez anos de prisão por participação em uma grande transação de tráfico de cocaína.

Ele foi condenado à prisão em fevereiro último por ter sido flagrado em vídeos e telefonemas tentando facilitar a compra de drogas para um informante da polícia americana. Em um dos vídeos, Banton aparece provando cocaína em um depósito, em dezembro de 2009, mas ele não estava presente no momento do flagrante da transação, dois dias depois, que terminou com dois traficantes presos.

Ainda nesta quinta, o premiado músico de 38 anos se livrou de uma condenação por porte ilegal de arma, que teria acrescentado outros cinco anos a sua pena mínima.

O advogado de Banton acredita que, com o tempo que o músico já pagou, ele pode ser libertado em até seis anos. “Os dias que tenho pela frente serão cheios de desespero, mas eu tenho coragem, gratidão e esperança, e isso é suficiente para me levar adiante”, disse Buju Banton – cujo nome verdadeiro é Mark Myrie – em comunicado divulgado após a sentença.

Ídolo na Jamaica
Vestindo macacão cinza de presidiário e algemado nos tornozelos, Banton não se pronunciou durante a audiência e não reagiu quando o juiz deu a sentença. Alto, magro e com dreadlocks no cabelo, o cantor mandou um beijo e acenou para os fãs que lotaram o tribunal.

Na Jamaica, onde nasceu, estações de rádio tocaram suas músicas durante toda a quinta-feira, incluindo “Not an easy road” (algo como não é um caminho fácil) e “Untold stories” (histórias não contadas). “A perda de Buju por 10 anos será um golpe tremendo à indústria [do reggae]”, disse o DJ jamaicano Bunny Goodison, classificando o cantor como “o melhor no que ele faz nos últimos 20 anos”. “A qualidade de sua música e as mensagens de suas canções, que frequentemente lidam com a essência da negritude, não têm paralelos no presente”, completou.

Entre as muitas cartas de apoio a Banton lidas na audiência desta quinta-feira estava um comunicado do ator Danny Glover, que chamou o músico – que promove projetos sociais na Jamaica – de “um modelo, filantropo e líder espiritual para a comunidade”. “Meritíssimo, Mark Myrie não é um traficante de drogas”, escreveu Glover. “A sociedade não se beneficiaria com sua prisão”, defendeu o ator.

Pouco antes de sua condenação, em fevereiro, Banton venceu um Grammy, o Oscar da música, na categoria melhor álbum de reggae por “Before the dawn”, seu disco mais recente

 

 

Deixe Seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *