previous arrow
next arrow
Slider
Slider

A celebração do aniversário de Brasília foi agitada na noite desta sexta-feira (21). O palco da Torre de TV recebeu quatro apresentações para homenagear os 57 anos da capital do País.

Com apenas 4 minutos de atraso, às 18h04, a forrozeira Dona Gracinha da Sanfona abriu a sequência de shows.

Em seguida, a banda Ciclone na Muringa trouxe a mistura de ritmos populares, como maracatu, coco e baião a sonoridades do rock e do reggae.

O bancário Geraldo Meneses, de 53 anos, mora em Brasília há 18 anos e conta que participa das festividades desde então. Este ano para ele foi ainda mais especial. O filho Rômulo Bagano, médico de 28 anos, que reside em Salvador (BA), aproveitou o feriado nacional de Tiradentes para estar com a família e trouxe a esposa, a médica Patrícia Fontes, de 29 anos. “Queríamos passar pela Torre, ver a vista do mirante, que ela não conhecia.”

Jamar Rolando McNaughton, usando o apelido Chronixx, acendeu uma tocha nos corações das pessoas em todo o mundo e está confiantemente iluminando o caminho para que uma geração inteira de jovens redescubra raízes e cultura.

Nascido em 10 de outubro de 1992, Chronixx foi musicalmente criado desde cedo por seu pai, o artista Chronicle, e cresceu cercado por pessoas como Burro Banton, Norris Man e Gregory Isaacs. Isso foi antes de ‘Little Chronicle’ se beneficiar da orientação de Danny Browne com quem gravou sua primeira música em 2003. Sua notável ascensão na indústria da música estava em pleno vigor quando ele começou a harmonizar artistas como Lutan Fyah e fornecer assistência de produção para faixas cantadas por Konshens, Munga Honorável, Popcaan e outros.

Hoje, Chronixx é um artista respeitado por conta própria depois que sua carreira foi estimulada pela infeliz morte de seu irmão de sangue em 2007 e seu irmão de armas, Lil ‘JOE, em 2010. Ele decidiu durante esse período de luto para contornar as dificuldades de um produtor jovem em busca de talentos externos, canalizando sua energia de todo o coração como vocalista. Felizmente, o apoio precoce e inabalável foi recebido da produtora de Zincfence Records, Romaine ‘Teflon’ Arnett, que foi a primeira a pedir a Chronixx que cantasse as letras que estava escrevendo para os outros.

Fonte: https://soundcloud.com/chronixxmusic

Facebook Comments

Esta é uma loja de demonstração para fins de teste - As compras realizadas não são válidas. Dispensar